7º. Ano


                            ENSINO FUNDAMENTAL II

                       Avaliação Bimestral de Língua Portuguesa

           

Estudante:_______________________________
Turma: 7º. Ano. 
Professor (a):_____________________________
Data: ___ /____ /2012.



 Leia atentamente os comandos abaixo antes de responder às questões:

·         Use letra legível, evitando rasuras. Em caso de erro, anule com um traço e refaça;
·    Não use líquidos corretivos. O uso de tais corretivos será considerado rasura e implicará anulação da resposta;
·        A interpretação e a leitura das questões fazem parte da avaliação.

Leia atentamente o texto  para responder às questões de 1 a 6.



A rua das rimas

A rua que eu imagino, desde menino, para o meu destino pequenino
é uma rua de poeta, reta, quieta, discreta,
direita, estreita, benfeita, perfeita,
com pregões matinais de jornais, aventais nos portais, animais e varais nos quintais;
e acácias paralelas, todas elas belas, singelas, amarelas,
doiradas, descabeladas, debruçadas como namoradas para as calçadas;
e um passo, de espaço a espaço, no mormaço de aço baço e lasso,
e algum piano provinciano, quotidiano, desumano,
mas brando e brando, soltando, de vez em quando,
na luz rala de opala de uma sala uma escala clara que embala;
e, no ar de uma tarde que arde, o alarde das crianças do arrabalde;
e de noite, no ócio capadócio,
junto aos espiões, os bordões dos violões;
e a serenata ao luar de prata (mulata ingrata que me mata…);
e depois o silêncio, o denso, o intenso, o imenso silêncio…
A rua que eu imagino, desde menino, para o meu destino pequenino
é uma rua qualquer onde desfolha um malmequer uma mulher
que bem me quer;
é uma rua, como todas as ruas, com suas duas calçadas nuas,
correndo paralelamente, como a sorte, como a sorte diferente de toda a gente,
para a frente,
para o infinito; mas uma rua que tem escrito um nome bonito,
bendito, que sempre repito
e que rima com mocidade, liberdade, tranquilidade: RUA DA FELICIDADE

(Guilherme de Almeida. São Paulo: Abril Educação, 1982. p. 70-1.
Col. Literatura Comentada.)


Questão 01 – valor (0,5)


Qual dos itens a seguir traduz a ideia central do texto?
(     ) Para o eu lírico, na rua ideal tudo tem que ter nome sonoro, para poder rimar.
(    ) Para o eu lírico, a rua ideal é aquela que tem casas e prédios luxuosos,decorados e  com muitos jardins.
(    ) A rua ideal, para o eu lírico, é simples mas rica em sensações, sons, tranquilidade e  felicidade.

Questão 02 – valor (0,5)


O poema se intitula “A rua das rimas”. Rima é uma semelhança de sons entre a terminação de duas ou mais palavras. Ela normalmente ocorre entre palavras do final de versos,  mas em alguns casos a  rima também pode se dar no interior de um único verso.

a) Leias os versos abaixo e classifique as rimas em:
( 1   ) Rimas no final das palavras                       (  2  ) Rimas internas
  


   (        )  ”[…] um nome bonito,”                  “ […] sempre repito”              
   (        ) “direita, estreita, benfeita, perfeita

b) Identifique no poema outras rimas entre palavras do final de versos.
_________________________________________________________________________________

Questão 03  – valor (0,5)


Para conhecermos um bairro ou uma cidade, precisamos percorrer cada uma de suas ruas e avenidas. Para ler um poema, também precisamos percorrer cada um de seus versos. Assim, os versos de um poema são como ruas e avenidas de uma cidade: que se ligam, se completam e levam a todos os lugares. Com base nessa comparação, indique quais dos itens seguintes correspondem a afirmações coerentes sobre o texto:

(     ) Os sons têm uma grande importância na construção do poema. Primeiramente, porque o poeta emprega muitas rimas; em segundo lugar, porque a rua que ele imagina é também cheia de sons, com vozes, canto e música.
(      ) A rua do poeta se chama Rua da Felicidade e o seu poema se chama “A rua das rimas”. Na visão do poeta, as rimas, ou a poesia, são uma forma de chegar à felicidade.

Questão 04 – valor (1,0)


(       ) O poema, com seus sons que combinam uns com os outros (rimas), sugere uma rua em que tudo se harmoniza: a natureza, as pessoas, a música e a poesia.          

A palavra harmonia tem, entre outros, estes sentidos: “ordem, acordo, semelhança, sucessão agradável de sons”.
b) O poema recebeu o título de “A rua das rimas”. Podemos dizer que a rua sonhada pelo eu lírico é uma rua harmônica? Por quê?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

c) A harmonia existente nessa rua é apenas de som? Justifique sua resposta.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Questão 05 – valor (0,5)



O poema é bastante envolvente em razão do jogo sonoro que faz com as palavras. Além disso, também é rico em sugestões de som e cor.
a) Destaque do texto ao menos quatro referências a sons produzidos na rua do eu lírico.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

b) Destaque do poema ao menos duas referências ao colorido dessa rua.
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Questão 06 – valor (0,5)


Observe a sonoridade deste verso:

“e um passo, de espaço a espaço, no mormaço de aço baço e lasso”

O verso é sonoro não apenas porque apresenta rimas internas, entre palavras terminadas em -aço, mas também porque há repetições dos sons consonantais p e s. A esse recurso, o de repetir um mesmo som consonantal, chamamos aliteração. Veja:

som de /p/ (pê): passo, espaço, espaço
som de /s/ (cê): passo, espaço, espaço, mormaço, aço, baço, lasso

Identifique outros versos em que também tenha sido empregada aliteração.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Questão 07  – valor (1,0)



Leia a letra da canção de Caetano Veloso a seguir para responder à questão.

Canto do povo de um lugar

todo dia                                  fim da tarde                                       quando a noite
o sol levanta                           a terra cora                                        a lua mansa
e a gente canta                      e a gente chora                                  e a gente dança
ao sol de todo dia                   porque finda a tarde                          venerando a noite

(Caetano Veloso. São Paulo: Abril Educação, 1981. p. 67.)
a) O texto apresenta três estrofes. De que parte do dia cada uma delas trata?

________________           ____________________              _______________________

b) Como o povo desse lugar se manifesta para saudar os astros?
_____________________________________________________________________

c) Qual é o sujeito das ações de cantar, chorar e dançar?_________________________


Questão 08 – valor (1,0) 




Dê olho na imagem.
a) Após a leitura atenta da imagem ao lado, Como conclusão, indique as afirmativas verdadeiras sobre o quadro:

(  ) A leitura é retratada pelo quadro como uma atividade cansativa e pouco prazerosa.

(    ) Por meio dos livros, o leitor é levado a mundos imaginários, deslocando-se no tempo e no espaço.

(   ) O leitor identifica-se com aquilo que lê e às vezes chega a projetar-se nas personagens da história.

(    ) Pelo número de livros que estão em torno do garoto, supõe-se que ele já tenha feito ou ainda vá fazer muitas outras viagens pelo mundo da palavra.

(   ) O mundo de fantasia criado pela leitura não causa na vida real nenhum efeito sobre o leitor.
O quadro se intitula A idade do romance”.

a) Que objeto do primeiro plano é responsável pela “viagem” que o garoto faz no tempo e no espaço?
________________________________________________________________________________

b) Pelos objetos que estão à volta do garoto, você acha que essa “viagem” vai acabar quando ele  terminar a leitura? Por quê?
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

c) Você já viu filmes ou leu livros que tratam da época histórica enfocada no segundo plano?  Como ela é retratada normalmente?

___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
d) Você acha que o tipo de história que o garoto está lendo é adequado à idade dele? Justifique.
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
e) Qual dos dois planos é mais cheio de aventuras e emoções para o garoto: o plano da realidade ou o plano da fantasia? Justifique.
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Leia o poema para responder às questões de 9 a 11



Ritmo

Na porta
A varredeira varre o cisco
varre o cisco
varre o cisco

Na pia
a menininha escova os dentes
escova os dentes                           
escova os dentes                          
                                                     
No arroio
a lavadeira bate roupa                                          
bate roupa      
bate roupa

até que enfim
se desenrola
            toda a corda
                   e o mundo gira imóvel como um pião!
                                                                                  Vera Aguiar. Poesia fora de estante 1995.p.96


Questão 09 – valor (0,5)



No  poema,  o  mundo  é  comparado  a  um  pião.
a) Para pôr um pião em movimento, é preciso fazê-lo rodar com uma corda ou fieira. No  poema que  ações  fazem  o  mundo  entrar  em  movimento  até  ficar  girando  como  um  pião?
 ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
b) Explique essa aparente contradição: como pode o mundo girar se ele está imóvel?
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Questão 10 – valor (1,0)



Observe as três primeiras estrofes do poema. Elas têm uma estrutura semelhante: primeiramente, apresenta-se o local  da  ação,  depois  o  sujeito  da  ação  e,  por  fim,  a  ação  praticada.

a) Que  verso  de  cada  uma  das  estrofes  indica  o  local  da  ação?

(      ) 1º verso                                   (       ) 2º verso                      (    ) 3º verso

b) Qual  é  o  sujeito  da  oração  em  cada  uma  das  estrofes? 
1ª estrofe____________________________
2ª estrofe____________________________
3ª estrofe ___________________________

c)  Quais  são  os  verbos  que  exprimem  as  ações  praticadas?
 _____________     ______________________         _________________________

d) Que  versos  contêm  o  predicado  desses  sujeitos?
1. ____________________________________________________________________
2. ____________________________________________________________________
3.____________________________________________________________________

Questão 11 – valor (0,5)

a) Qual  o  sujeito  dos  verbos  desenrola  e  gira das duas últimas estrofes do poema? Classifique-os.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
b) A palavra corda apresenta vários sentidos. Observe:

corda: s.ƒ1. fio ou cabo utilizado para amarrar; 2. fio de tripa ou arame dos instrumentos musicais; 3. mecanismo de funcionamento de relógios e brinquedos.

_________________________________________________________________________________
Qual o significado da palavra corda no poema? Justifique.

Questão  12 – valor (0,5)

            
   Identidade

Cabelos  molhados,
sol  encharcado,
pele  salgada,
vento  nos  olhos,
areia  nos  pés.

O  corpo  sem  peso
é  nuvem  à  toa.
O  tempo  inexiste.
A  vida  é  uma  boa!

Mergulho  na  água
azul  deste  céu.
Sou  peixe  de  ar.
Sou  ave  de  mar.

Mergulho  em  mim  mesmo,
silêncio  profundo.
Sou  eu  e  sou  Deus
de  passagem  no  mundo,
nadando  sem  rumo
entre  conchas  e  paz.
                                                ( Sonhos,  grilos  e  paixões.  São  Paulo: Moderna,  1990.  p.  38.)

O  eu  lírico  de  um  poema  nem  sempre  representa  o  próprio  poeta.
a)  Com base no verso “Mergulho em mim mesmo”, responda: Quem é o eu lírico desse poema?
____________________________________________________________________

b)   Em que lugar está o eu lírico, no poema?_________________________________

c) Classifique o sujeito do verso: “Mergulho em mim mesmo”____________________

d) Observe  alguns termos  destacados  nos versos abaixo em seguida classifique-os:


“[eu] Sou peixe de ar.”
“[eu] Sou ave de mar.”
“[eu] Sou eu
“[eu] sou Deus
 



   (     ) predicado                               (    ) predicativo  do sujeito

Questão  13 – valor (0,5)











a) Em: A mamãe ficou uma fera...”, os termos em destaque são respectivamente:

(    ) núcleo do sujeito e predicativo do sujeito.
(    ) sujeito e predicado.
(    ) sujeito e predicativo do sujeito.
(    ) núcleo do sujeito e objeto direto.

b) Considere a oração do 2° quadrinho: “Tudo bem, estou atrasado”,  marque a alternativa correta:

(    ) o predicado é verbal, pois o verbo é significativo.
(    ) o sujeito é composto.
(    ) o verbo é de ligação e o predicado, portanto, é nominal.
(    ) é um frase nominal, porque não tem verbo.

c) Em relação à classificação do sujeito, está correto.
(    ) Em: “A data de entrega era hoje” - Sujeito simples.
(    ) Em: “Não há vidas em jogo” – Sujeito desinencial.
(    ) Em: “De quem elas seriam” – Sujeito composto
(    ) Em: “O destino do universo não depende da entrega” – Sujeito composto.

Questão 14 – valor (0,5)

Na oração “A mamãe aplaudiu”:

a) passe o núcleo do sujeito para o plural, fazendo as adaptações necessárias.

_________________________________________________________________________________

b) transforme o sujeito simples em composto.
_________________________________________________________________________________

• Escreva sobre o que você observou quanto à concordância do verbo com o sujeito.

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Questão  15 – valor (0,5)


Todas as alternativas trazem palavras acentuadas por obedecerem à mesma regra. Indique que regras são essas.


( 1 ) papéis – troféus – escarcéu – caubóis – herói
( 2 ) saída -  saúde – juízes - Piauí
( 3 ) pônei – tênue – falência – série – glória
( 4 ) temática – hidrófobo – espetáculo – esdrúxulo – trânsito
( 5 ) céu – dói – réis – véus – róis
( 6 ) por(verbo) – pôde(3ª pessoa do pretérito perfeito do indicativo)

(   ) Oxítonas terminadas por ditongos abertos éi(s), éu(s), ói(s).
(   ) Os hiatos -i e -u, quando sozinhos na sílaba, são acentuados.
(   ) Paroxítonas terminadas por ditongos orais seguidos ou não de s.
(   ) Todas as palavras proparoxítonas são acentuadas.
(   ) Monossílabas tônicas terminadas por ditongos abertos éu(s), éi(s), ói(s).
(   ) Usado apenas para diferenciar palavras que apresentam grafias e sons semelhantes.

Um comentário: